Perito: Acidentes de Trânsito, Incêndios e Engenharia Mecânica

Estou aqui: Home » Transportador » Auto-seguro

Auto Seguro

O Auto Seguro é uma lógica extrema.

Aqui, a Transportadora deixa de contratar uma seguradora. Ela arca com todas as despesas pertinentes aos sinistros.

A palavra “Auto” que aparece nessa modalidade tem o sentido de próprio. Ou seja, a própria transportadora banca o seu seguro.

A lógica que ela deve usar para atuar nesta modalidade é levantar os valores pagos em prêmios e o total de sinistros. Esse valor total deve incluir todos os sinistros ocorridos. Ele vai desde os sinistros indenizados como os não indenizados, pelas seguradoras.

frota caminhões

As Três Possibilidades de Resultados​

Ao comparar esses valores a transportadora vai verificar uma das três situações:

  1. Os valores dos sinistros são superiores aos prêmios pagos.
  2. Os valores se equivalem.
  3. Os valores dos sinistros são inferiores aos prêmios pagos.

No primeiro caso, fica evidente que a transportadora deve continuar a fazer os seguros. Porém, ela deve atenta. Nesse caso, a seguradora está tendo prejuízo. Este fato pode ocorrer em alguns momentos. Porém, é provável que a seguradora suba a taxa de prêmios, para os anos seguintes.

O segundo caso é o ponto de equilíbiro entre custo e benefício.

Em termos de custo e benefício, visto pela transportadora, essa condição é um ponto de indiferença. Contratar, ou não, um seguro passa a ser indiferente para a transportadora.

Porém, essa indiferença não se aplica à seguradora. Pois, ela tem despesas operacionais e administrativas para gerir essa apólice de seguro. No caso em que os prêmios se equiparam aos sinistros, a seguradora fica com o prejuizo de seus custos internos.

Essa condição remete o processo da seguradora ao primeiro caso. É muito provável que ela suba os valores de prêmios, dos anos seguintes, visando o ressarcimento desses seus custos internos.

O terceiro caso é onde as transportadoras devem agir.

Olhando pelo lado econômico, é evidente que a transportadora pode reduzir suas despesas realizando o Auto Seguro.

Porém, é importante ter em mente que a realização dessa tarefa não é apenas deixar de recolher o seguro.

Ela deve pensar em ter uma estrutura para se apoiar. Elas devem ter um serviço, com apoio técnico, semelhante ao que as seguradoras fazem.

O Auto Seguro Parcial​

As transportadoras não necessitam sair de uma operação com 100% de seus veículos segurados para uma condição de 100% em auto seguro. O planejamento dessa operação extrema é complicado.

Porém, ela pode evoluir seu mercado visando se desenvolver e fazer as devidas adaptações dos problemas que aparecerem.

Assim, a empresa não corre todos os riscos, imediatamente. Ela pode começar esta operação com um pequeno lote, como 5 ou 10%, de seus caminhões. Com o passar do tempo, ela irá ganhar experiência operacional, neste mercado. Com esta evolução, ela planeja o incremento deste percentual, conforme sua conveniência.

Porém, é sempre importante ter em mente que, neste processo, é importante que a Transportadora avalie, constantemente, a performance de sua atuação na justiça. É necessário controlar a qualidade do serviço de sua Assistência Técnica. Ela faz isto controlando seu resultado final, que é o percentual de casos vitoriosos, na justiça.

É necessário ter em mente que as seguradoras administram cada um dos seus grandes contratos de seguros. Elas estipulam prêmios para que tais contratos deem lucros. Ou seja, elas estão, em média, recebendo mais com os prêmios que gastando com as indenizações das sinistralidades.

O grande mérito desta modalidade de Auto Seguro é incorporar esta parte do lucro das seguradoras ao balanço de resultados das Transportadoras.

Nós, da Cleber – O Perito, estamos aqui para apoiá-los.

Nenhum comentário para mostrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ita Engenharia
Instituto de Perícias de Engenharia
Sociedade de Engenheiros Automotivos
Site Seguro